Sexta-feira, 7 de Maio de 2010

A esquerda e a direita

Texto publicado no Diário de Notícias de ontem:

 

 

 

Tem-se dito, criticamente, que o governo de José Sócrates virou à direita. Quem o diz é a esquerda à esquerda do PS e alguma direita. Se assim fosse, diríamos que o PSD não teria hipótese de se apresentar ao eleitorado com a sua matriz ideológica e não teria hipóteses de vencer as próximas eleições. A verdade por inteiro é diferente. Há uma grande diferença entre o PS e o PSD. O PS, que se orgulha de ser de esquerda e não se cansa de o proclamar, tem como tendência, digamo-lo grosso modo, distribuir dinheiro e tudo aquilo que ele representa em bens e serviços. O PSD tem a preocupação programática de o ganhar. E é por isso que estes dois partidos do arco do governo, se revezam no exercício da governação. O PSD já tem dinheiro que aferrolha e não distribui? Pois é tempo, em eleições seguintes, de vir um partido, o PS, que o distribua e que disso faça a sua preocupação dominante, de forma a atender às preocupações e necessidades sociais. O erário público está esgotado ou em dificuldades de tesouraria? Pois venha lá o PSD para diminuir as aflições. Porque há outra grande diferença: o PS defende que quanto mais Estado, melhor; o PSD vira-se para a iniciativa privada. Com este PS, o Estado chegou a um estado avassalador, tentacular, uma espécie de teocracia – o Estado chega, está, em todo o lado. Quer que todos dele dependam. E já não falta muito, para mal deste pobre país!

Só há uma coisa em que ambos estão de acordo: na defesa dos mais ricos. Nisso, até este PS tem remado contra-natura. Que o digam os mais pobres.

Nesta perspectiva, estando nós com um muito grande endividamento externo e vendo o governo do PS a lançar-se nos grandes investimentos faraónicos, sem ter dinheiro, está-se mesmo a ver que o PSD não precisa de muito empenho, - basta não fazer asneiras,  para ganhar as próximas eleições. O facto de o PCP e o BE votarem a favor das grandes obras que o governo já anunciou e está nas vésperas de começar a concretizar, é para darem mostras de que também são de esquerda, embora saibam que o desemprego continuará a subir e a dívida pública sofrerá novo aumento. O que, aliás, pouco os preocupa, porque não está nos seus horizontes virem a ser governo, isto é, virem a ser responsabilizados.

Artur Gonçalves, Sintra  

publicado por argon às 17:21
link do post | comentar | favorito
|

.Argon

.pesquisar

 

.Maio 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. QUERO SER UMA TELEVISÃO

. O ANDARILHO VAGAMUNDO

. BODAS DE OURO MATRIMONIAI...

. A GUERRA MODERNA POR OUTR...

. DEUS, SUA VIDA, SUA OBRA

. UM CONTRASTE CIONTRASTANT...

. FALEMOS DE LIVROS

. TENHO UMA PALAVRA A DIZER

. AS CINQUENTA MEDIDAS - UM...

. O SÍTIO ATÉ ERA LINDO...

.arquivos

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

.favorito

. QUERO SER UMA TELEVISÃO

. O ANDARILHO VAGAMUNDO

. BODAS DE OURO MATRIMONIAI...

. A GUERRA MODERNA POR OUTR...

. DEUS, SUA VIDA, SUA OBRA

. UM CONTRASTE CIONTRASTANT...

. FALEMOS DE LIVROS

. TENHO UMA PALAVRA A DIZER

. AS CINQUENTA MEDIDAS - UM...

. O SÍTIO ATÉ ERA LINDO...

blogs SAPO

.subscrever feeds