Sábado, 9 de Outubro de 2010

A PEDRA DE TOQUE DAS DEMOCRACIAS

 

 Este texto poi enviado mas, sem saber porquê, não foi publicado.

  

A transparência é a pedra de toque das democracias. Foi isso que faltou ao primeiro-ministro grego que ocultou o valor do défice e que deu no desastre que se sabe. E foi isso que faltou e continua a faltar ao nosso primeiro-ministro, embora em menor escala. Repare-se que Ferreira Leite perdeu as eleições porque quis ser transparente e dizer e mostrar a verdade que há dias o primeiro-ministro foi obrigado a dizer, com muitos custos, ao povo português. Lá, nisso, Sócrates até parece que se especializou.

E a falta de transparência começa, logo, na sua pessoa como indivíduo e cidadão: ninguém sabe quais são as suas qualificações. Ainda agora, ficámos confusos quando, surpreendentemente, apareceram umas trapalhadas sobre o seu curriculum divulgadas na página da Universidade de Columbia, em Nova York, onde se deslocou para discursar no World Leaders Fórum. A sua falta de transparência continua oculta na sua constelação familiar mais chegada, conhece-se, apenas um irmão e um primo, pelos piores motivos.

Sobre as contas do Estado, a matéria mais grave, devemos dizer que as oculta o mais que pode, inclusivamente a Passos Coelho que assinou e aprovou os PEC I e II. Miguel Macedo, chefe do grupo Parlamentar do PSD, disse na Assembleia da República que as medidas do PEC eram as necessárias e suficientes para os anos de 2010 e 2011. O que aconteceu, afinal? Ninguém sabe, nem o governo mostra o que e como aconteceu.

Sócrates veio, tarde e a más horas, anunciar-nos as medidas de austeridade, mas só o fez porque foi pressionado externamente e pelo Presidente da República que tem vindo, desde há muito tempo, a alertar para o país insustentável se não corrigisse a política seguida e não prosseguisse com o adiamento das reformas requeridas.

No Parlamento da Suécia quem quiser saber sobra cada deputado, basta abrir o dossier que todos têm no Parlamento. Está lá tudo o que interessa aos cidadão eleitores. Não pode haver maior transparência. 

Este senhor, por causa do deslumbramento em que vive para conservar o poder, há-de ficar na história com o labéu de ter sido o político mais desastroso da nossa história que nos mergulhou numa crise económica e financeira sem precedentes.

publicado por argon às 12:57
link do post | comentar | favorito
|

.Argon

.pesquisar

 

.Maio 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. QUERO SER UMA TELEVISÃO

. O ANDARILHO VAGAMUNDO

. BODAS DE OURO MATRIMONIAI...

. A GUERRA MODERNA POR OUTR...

. DEUS, SUA VIDA, SUA OBRA

. UM CONTRASTE CIONTRASTANT...

. FALEMOS DE LIVROS

. TENHO UMA PALAVRA A DIZER

. AS CINQUENTA MEDIDAS - UM...

. O SÍTIO ATÉ ERA LINDO...

.arquivos

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

.favorito

. QUERO SER UMA TELEVISÃO

. O ANDARILHO VAGAMUNDO

. BODAS DE OURO MATRIMONIAI...

. A GUERRA MODERNA POR OUTR...

. DEUS, SUA VIDA, SUA OBRA

. UM CONTRASTE CIONTRASTANT...

. FALEMOS DE LIVROS

. TENHO UMA PALAVRA A DIZER

. AS CINQUENTA MEDIDAS - UM...

. O SÍTIO ATÉ ERA LINDO...

blogs SAPO

.subscrever feeds