Segunda-feira, 18 de Outubro de 2010

O EXEMPLO DA HOLANDA

O texto seguinte foi publicado no Público de hoje, dia 18 de Outubro de 2010:

 

O EXEMPLO HOLANDÊS

 

Estive há tempos na Holanda durante 15 dias, assisti a muitos noticiários em horas nobres e não cheguei a conhecer nem o primeiro-ministro do país, nem os seus ministros, nem os subsecretários de Estado. E, memo na cerimónia oficial da comemoração do dia da Holanda, não me lembro de o ter visto e de lhe ter ouvido uma palavra. Pelo contrário, a rainha era mostrada quase todos os dias nas suas visitas oficiais ou nas suas deambulações com a família real. Quando, um dia, perguntei porque não apareciam nas televisões os membros do governo, o meu interlocutor respondeu-me que eles estavam a trabalhar.

Se compararmos estas cenas com o que se passa neste pobre país, que vemos nós? Que grande parte do tempo das televisões são para mostrar a nossa classe política, sobretudo o primeiro-ministro e a ministra da Saúde, que são visitas diárias. Diremos, então, em contraponto, que esta gente toda só quer o penacho, e de tanto parlapatarem, já ninguém acredita no que dizem, até, porque o seu discurso fora da realidade e das verdadeiras preocupações dos portugueses, não se conformam com a dramática realidade. Por outras palavras: eles  não andam a trabalhar.

Na verdade, como pode Sócrates trabalhar para estudar os dossiers, pensar, ponderar e decidir bem, se ele não tem tempo? Ele passa grande parte do seu tempo, talvez a maior parte, a dirimir com os seus adversários, em vez de combinar com eles, ele que é um primeiro-ministro relativo, as melhores estratégias para governar bem o país. E para se não chegar a esta figura caricata que faria um escritor que quisesse que um crítico lhe dissesse que aprovasse com elogios a obra que ele ainda nem sequer começou a escrever e que lhe dissesse que gostou dela. Foi o que fez Sócrates, ‘mutatis, mutandis’: queria que o PSD aprovasse o seu orçamento, mesmo antes de ele estar feito!

 

publicado por argon às 19:28
link do post | comentar | favorito
|

.Argon

.pesquisar

 

.Maio 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. QUERO SER UMA TELEVISÃO

. O ANDARILHO VAGAMUNDO

. BODAS DE OURO MATRIMONIAI...

. A GUERRA MODERNA POR OUTR...

. DEUS, SUA VIDA, SUA OBRA

. UM CONTRASTE CIONTRASTANT...

. FALEMOS DE LIVROS

. TENHO UMA PALAVRA A DIZER

. AS CINQUENTA MEDIDAS - UM...

. O SÍTIO ATÉ ERA LINDO...

.arquivos

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

.favorito

. QUERO SER UMA TELEVISÃO

. O ANDARILHO VAGAMUNDO

. BODAS DE OURO MATRIMONIAI...

. A GUERRA MODERNA POR OUTR...

. DEUS, SUA VIDA, SUA OBRA

. UM CONTRASTE CIONTRASTANT...

. FALEMOS DE LIVROS

. TENHO UMA PALAVRA A DIZER

. AS CINQUENTA MEDIDAS - UM...

. O SÍTIO ATÉ ERA LINDO...

blogs SAPO

.subscrever feeds