Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2012

DEUS, SUA VIDA, SUA OBRA

DEUS,
SUA VIDA, SUA OBRA

 

Nesse tempo, o tempo ainda não existia. Não existia o tempo,
nem o espaço. Tudo era nada e o tudo e o nada não se distinguiam. Não havia
dia, nem noite, ainda não havia terra, mar, nem ar. 

Nem homens, nem animais, nem vegetação sobre a terra. Nem
peixes no mar que ainda não era mar, nem estrelas no céu. Não havia nada porque
Deus ainda não tinha decidido se havia de criar o mundo ou deixar tudo num
vazio onde ele era o senhor absoluto a reinar sobre tudo que era nada. Porque
tudo o imaginável estava aquém do existente. Tudo o imaginável na mente de Deus
permanecia na inexistência. Não havia seres, nem nomes para os nomear porque
ainda não tinha aparecido a linguagem. Nada bulia, tudo estava mergulhado no
nada. Tudo era um vazio, um buraco, um nada, um inexistente. Tudo estava ainda
em potência na mente de Deus. Nada podia ser concebido, dito, nem desejado, nem
feito. Ninguém reinava porque ainda não havia reino para reinar sobre este
nada, onde apenas dormia um futuro. Este ninguém era Deus que era um rei muito
poderoso, absoluto porque não tinha obstáculos, opositores, nem inimigos, nem
erros, nem fracassos, nem nada. Deus era eterno porque ainda não havia tempo,
nem espaço. Deus era a potência absoluta e, ao mesmo tempo, era a impotência
porque o seu poder se estendia a tudo que era nada. Deus era a solidão, a
ausência sobre a ausência. Deus não era nada: era, apenas, Deus.

O universo e o tempo ainda não existiam. o Tempo, a alma do
universo que com ele se confundia, e o espaço são as pedras sobre as quais Deus
criou o universo. Não havia nada, ou melhor: havia dois elementos, duas
ausências de realidade que se confundiam – havia o nada e Deus, o mestre do
nada, antes de ser o mestre da criação. Por fim, Deus tirou o mundo do nada e
deu ao homem a possibilidade de escolher entre o bem e o mal  e dotou-o de uma inteligência para que
pudesse adorá-lo ou negá-lo.

E um dia Deus lembrou-se que tinha que decidir: entre Ele
mesmo e os outros, ou ficar em solidão absoluta, ou decidir-se entre uma
infinidade de possíveis. E sabemos o que escolheu: escolheu existir e sofrer. E
amar. Criar a terra, os mares e o céu. E nele colocou o homem que fez à sua
imagem e semelhança. Dotou-o de uma alma para o poder amar e adorar e poder
amar os seus semelhantes. Fê-lo erecto para erguer os olhos ao céu e pedir o
seu auxílio e protecção. E ornou-o de sentimentos transversais para poder
conviver com os seus semelhantes. E deu-lhe uma inteligência para poder ver,
analisar e criar. E a liberdade para poder amar e, até, poder negá-lo e, até,
ofendê-lo. E criou os profetas que predisseram a vinda do Messias salvador da
humanidade, um Isaías e um João Baptista, o precursor.

E um anjo anunciou a Maria que daria à luz um filho que
seria Jesus, filho de Deus, que viria a nascer pobremente numa manjedoura e
havia de ser o salvador que daria o seu sangue pelo resgate da humanidade
pecadora. E nasceu e viveu e pregou a sua doutrina de verdade e de bem para
conciliação de toda a humanidade. E ressuscitou.

É Natal. Celebra-se o nascimento do Deus Menino. Glória a
Deus lá nas alturas e paz aos homens de boa vontade. Bendito seja o seu santo
nome!

 

FELIZ NATAL

 

publicado por argon às 18:02
link do post | comentar | favorito
|

.Argon

.pesquisar

 

.Maio 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. QUERO SER UMA TELEVISÃO

. O ANDARILHO VAGAMUNDO

. BODAS DE OURO MATRIMONIAI...

. A GUERRA MODERNA POR OUTR...

. DEUS, SUA VIDA, SUA OBRA

. UM CONTRASTE CIONTRASTANT...

. FALEMOS DE LIVROS

. TENHO UMA PALAVRA A DIZER

. AS CINQUENTA MEDIDAS - UM...

. O SÍTIO ATÉ ERA LINDO...

.arquivos

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

.favorito

. QUERO SER UMA TELEVISÃO

. O ANDARILHO VAGAMUNDO

. BODAS DE OURO MATRIMONIAI...

. A GUERRA MODERNA POR OUTR...

. DEUS, SUA VIDA, SUA OBRA

. UM CONTRASTE CIONTRASTANT...

. FALEMOS DE LIVROS

. TENHO UMA PALAVRA A DIZER

. AS CINQUENTA MEDIDAS - UM...

. O SÍTIO ATÉ ERA LINDO...

blogs SAPO

.subscrever feeds