Quarta-feira, 3 de Junho de 2009

PORQUE SOMOS UM PAÍS POBRE (1)

Li recentemente que na Suiça, um pais rico e muito organizado, que nem quis fazer parte da CE, introduziu, há não sei quanto tempo, um hábito que continua a vigorar, naturalemnte porque acha que é um bom sistema. Refiro-me ao facto de os livros nas escolas primárias (e não sei se nas outras de nível superior) os livros vão passando de ano para ano e de mão em mão, de uns alunos de anos inferiores para alunos de idade e anos superiores. Por isso, se recomenda que os não deteriorem e os estimem.

Estive o ano passado na Holanda, um país rico e que parece feito a régua e esquadro, onde vigora a mesma usança nas escola deste país. Foi o que, surpreendenetemente constatei.

Em Portugal, como é um país ainda mais rico, digo-o com ironia, favorcem-se os grandes livreiros que estão podres de ricos à medidida que o tempo passa e cada vez mais, porque ganham milhões que saem dos bolsos dos portugueses, sobretudo dos pobres. É um país que podia adoptar o mesmo sistema, mas que o não faz porque primeiro estão os ricos, depois os pobres que são sempre os esquecidos por este país do faz-de-conta.

É também por isso que os alunos carregam como fardos muitos livros e pesadíssimos porque as editoras livreiras editam livros sobre livros com tod a papinha feita para os meninos e meninas não terem trabalho. Isso aumenta o volume dos livros e destrói toda  criatividade. Para quê tanto livro com tanta bonecada?

Aqui fica o protesto de um homem que se não conforma  com o que vê e que empobrece o país. Só isso!

*

publicado por argon às 11:43
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 2 de Junho de 2009

MORREU LUIS CABRAL. AS NOVAS OPORTUNIDADES

1. Os jornais de hoje trazem-nos a notícia da morte de Luís Cabral. Quem era este senhor? Era irmão de Amílcar Cabral, o tal que começou a rebelião da Guiné, embora ele e o irmão não tivessem nada a ver com a Guiné, pois eram naturais de Cabo Verde.. Ele, Amílcar, morreu assassinado, justificando aquela verdade que diz que os que estão na origem das revoluções são sempre vítimas sangrentas delas. Veja-se o caso de Samora Machei, de Moçambique, Lomumba do Congo, e tantos outros que não me ocorrem. Cabo Verde não podia fazer a revolução porque, sendo ilha, não podia comunicar com terra para o fornecimento de armas. Então, estes dois caboverdianos foram para a Guiné e obrigaram esta parte de Portugal a lutar contra nós, ajudados pelos seus vizinhos. Depois da independência da Guiné, o Luís tornou-se o primeiro presidente da Guiné. E a primeira coisa que fez foi matar, assassinar todos os pretos guineenses que combateram ao lado dos portugueses. E, depois de ter sido apeado do poder por um golpe de estado de NIno Vieira que não admitia usurpação de estranhos contra a sua pátria,  não foi tão mau assim, porque o deixou fugir. E Portugal, que só tinha razões de escusa, recebeu-o de braços abertos como se ele não fosse um criminoso que se bateu sempre contra nós. É que nessa altura, ainda se respiravam os ventos do PREC, desses revolucionários que destruiram Portugal e para quem as ex-colónias eram a memina dos olhos deles, pois tudo fizeram para favorecer os que nos violentaram. Agora, estamos todos - eles não! hélas, estamos a pagar as favas. Todos eles vivem na opulência e na impunidade. E toda a gente sabe quem são e andam por aí a pavonear-se e a mandar bocas.

Pois, como dizia, o Luís lá se foi e soube-lhe bem acolher-se sob a asa protectora dos nossos brandos costumes e da nossa falta de memória.

Todos conhecem o que veio depois de Nino e que foi, também ele, assassinado há pouco.

E a Guiné não é um país viável. Vive da caridade internacional. Vai ter eleições porque Portugal lhe forneceu os boletins de voto. E o Estado guineense, para poder manter-se, vive do contrabando de droga, como os talibãs do Afeganistão.

E a pergunta vem: para que se quiseram tornar independentes? Que independência? Reparem que, desde Nino, Cabo Verde separou-se da Guiné. E reparem como Cabo Verde é, está a caminho de ser, uma espécie de Madeira e Açores, só que sem a tutela de Portugal, como estas duas ilhas atlânticas.

Apesar do fracasso, todos os que entregaram a Guiné e o resto, continuam convencidos que agiram muito bem e Soares disse, há pouco, que a descolonização foi óptima, repito: «óptima». A barbaridade não está na butade do que disse, mas no facto de não haver um jornal, nem um jornalista que o tivesse contraditado!

*

2. AS NOVAS OPORTUNIDADES

 

Quem lá está é que sabe, costuma dizer-se e com verdade. 

Li hoje uma carta de um leitor publicada  no Diário de Notícias e, pelo que diz, ficamos a saber o que toda a gente já suspeitava sobre a tão badalada coisa pomposamente chamada 'NOVAS OPORTUNIDADES' Toda a gente sabe, excepto o Governo e o PS., que as 'Novas Oportunidades' são uma fantochada e uma aldrabice, ou um puro engano, onde impera o facilitismo.

O leitor (assina no fim) inscreveu-se no «Centro de Novas Oportunidades» (CNO) numa escola pública. Terminou, no fim de Março, «o processo de Reconhecimento, Validação e Certificação de Competências que me atribuiu um diploma de conclusão do ensino secundário, ou seja, de equivlência ao 12º ano de escolaridade». Inscreveu-se no 1º semestre de 2008, com a duração aproximada de um ano. E acrescenta: «Dir-se-à:  com a duração do ano de 2008, tratou-se de algo especialmente trabalhoso e com um grau de dificuldade assinalável. Nada mais enganoso.( ...) A verdade é que, prossegue, «com um empenhamento mínimo, não teria sido necessário mais do que um mês para a conclusão».

(o sublinhado é meu).

*

 

publicado por argon às 16:48
link do post | comentar | favorito

.Argon

.pesquisar

 

.Maio 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.posts recentes

. QUERO SER UMA TELEVISÃO

. O ANDARILHO VAGAMUNDO

. BODAS DE OURO MATRIMONIAI...

. A GUERRA MODERNA POR OUTR...

. DEUS, SUA VIDA, SUA OBRA

. UM CONTRASTE CIONTRASTANT...

. FALEMOS DE LIVROS

. TENHO UMA PALAVRA A DIZER

. AS CINQUENTA MEDIDAS - UM...

. O SÍTIO ATÉ ERA LINDO...

.arquivos

. Maio 2012

. Janeiro 2012

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

.favorito

. QUERO SER UMA TELEVISÃO

. O ANDARILHO VAGAMUNDO

. BODAS DE OURO MATRIMONIAI...

. A GUERRA MODERNA POR OUTR...

. DEUS, SUA VIDA, SUA OBRA

. UM CONTRASTE CIONTRASTANT...

. FALEMOS DE LIVROS

. TENHO UMA PALAVRA A DIZER

. AS CINQUENTA MEDIDAS - UM...

. O SÍTIO ATÉ ERA LINDO...

blogs SAPO

.subscrever feeds